Quinta-feira, 19 de Junho de 2008
Projectos Nacionais de Introdução das TIC no Ensino não Superior

A Minha Participação em Projectos Nacionais de Introdução das TIC no Ensino não Superior

 

 

 

 

A importância das TIC em contexto educativo é hoje inquestionável. Bem-haja aos pioneiros desta revolução tecnológica.
A ela levei algum tempo a adaptar-me, fruto de uma certa antipatia desenvolvida na universidade devido à insistência infrutífera de uma cadeira de informática em nos tornar programadores “Pascal” e empreiteiros de tabelas com código Ascii. Foi uma época de frustração e sentimento de incapacidade, pois para agravar tudo tinha de depender da boa vontade dos “engenheiros”, estudantes de electrotecnia, para cumprir as tarefas que nos eram impostas.
Desse tempo já só resta o Alt+200 e o Alt+201 que criam ╔ ╚ os cantos das tabelas. O ressentimento e antipatia com a informática desapareceu já em 1995, quando o meu marido Mário me convenceu, a muito custo, que o computador era um amigo e não o bicho papão.
A partir de 1996 comecei a usar o computador para as minhas tarefas de preparação de aulas, construção de materiais, etc… Nas escolas em que trabalhei, ia havendo sempre quem implementasse projectos na área das TIC e eu, devagarinho fui-me integrando. Comecei com o NÓNIO e, desde aí, não mais parei.
Sem dúvida foi a partir de 1999 que as TIC ganharam mais força na minha prática na Sala de Aula uma vez que comecei a trabalhar em Fafe, numa escola com uma tradição tecnológica que vinha desde o MINERVA. Aqui as pautas já eram informatizadas, o registo de faltas também e havia mesmo uma sala de computadores para os alunos. Depois foi sempre a subir! Colaborei com o Mário no planeamento da candidatura ao PRODEP III para equipar a escola com novos equipamentos, também num projecto financiado pelo Instituto de Inovação Educacional, Na candidatura ao 1º Concurso de Produção de Conteúdos Educativos[1, 2], na Iniciativa Escolas, Professores e Computadores Portáteis[3] e na aquisição de Quadros Interactivos, no ano passado, ao abrigo do Programa de Reequipamento Tecnológico[4] das escolas.
Para além disso fui frequentando acções de formação sobre TIC, nomeadamente relacionadas com Internet, Blogs, Moodle e Quadros Interactivos. Mas principalmente tenho aprendido através de um processo que muito me agrada auto-formação assistida.
No meu dia-a-dia o PC é um fiel companheiro. Embora sendo uma “emigrante digital” sinto-me cada vez melhor e mais à-vontade neste mundo digital.
Das iniciativas recentes as que me parecem ter potencialmente maior impacto em termos de mudança na prática pedagógica e na melhoria efectiva da qualidade de ensino nas nossas escolas são:
Ligação das escolas à Internet em Banda Larga[5]
Iniciativa Escolas, Professores e Computadores Portáteis[3]
Programa e-escolas[6]
Apetrechamento das escolas com o Kit tecnológico[7]
 
Algumas destas iniciativas estão já a dar frutos, sendo possível ver os “velhos do Restelo” agarrados ao seu portátil a tentar desbravar caminho. Outras estão ainda no seu início, mas parecem promissoras …
 
[1] http://www.crie.min-edu.pt/?section=165
[2] http://www.crie.min-edu.pt/index.php?section=175&module=navigationmodule#proj13
[3] http://www.crie.min-edu.pt/index.php?section=39
[4] http://www.i-gov.org/index.php?article=3013&visual=1&id=117&subject=192
[5] http://www.min-edu.pt/np3/100.html
[6] http://eescola.pt/indexA.aspx
[7] http://www.escola.gov.pt/docs/me_plano_tecnologico_educacao.pdf

 


Sinto-me ...: ... com vontade de continuar..


Sábado, 24 de Maio de 2008
Viagens virtuais

"Se não podes ir de verdade ...  ...  vai de NET  "

Viagens virtuais. Será esse o nosso futuro?! Em termos de férias, espero que não...

 

Em termos educativos, igualmente! o bom é ir ... ver ... explorar ... sentir ...

 

Mas as viagens virtuais dão uma ajuda muito grande. Viva o multimédia! Venha (depressa) a realidade virtual ...

 

Em termos de ensino/aprendizagem as viagens virtuais "puras" estão para as visitas de estudo, como a net está para as bibliotecas reais. Uma vez que permitem o acesso a realidades muitas vezes inalcançáveis.

 

Mas a sua maior produtividade, na minha opinião, está em poderem ser associadas a viagens reais, apoiando o antes (preparação) e o depois (consolidação) de visitas de estudo.

 

Link interessante sobre Portugal: http://www.360portugal.com/ 

 

Deixo aqui ainda alguns sítios onde a maioria dos alunos das nossas escolas só poderá ir de forma "virtual".

 

Museu de História Natural da Universidade de Oxford - http://www.chem.ox.ac.uk/oxfordtour/universitymuseum/#

Lua - http://www.panoramas.dk/moon/apollo-11.html

Campo de concentração de Auschwitz-  http://remember.org/auschwitz/aus.php

 

 


Sinto-me ...: com água na boca ...


Sexta-feira, 16 de Maio de 2008
Google Docs - Ferramenta cooperativa

Google Docs 

 
O Google Docs é um serviço on-line oferecido pela Google cuja versão em português foi lançada em Fevereiro de 2007 e permite a portabilidade de documentos, a possibilidade de criação e edição compartilhada, bem como a publicação automática na web ou em blogs, conforme a preferência dos autores, sem necessidade de instalação de qualquer software.
À semelhança de muitas outras pessoas desconhecia o Google Docs e as suas funcionalidades. No entanto fiquei intrigada e com vontade de experimentar esta ferramenta, que me parece bem promissora.
Poder criar, editar e guardar documento online, e partilhar a edição com outras pessoas, parecem-me vantagens interessantes para o incremento do trabalho colaborativo, nomeadamente em termos de ensino-aprendizagem.
Estou aqui a pensar que as frequentes desculpas para determinados alunos não trabalharem em grupo, têm os dias contados…
Todos os dias surgem no mundo virtual novas ferramentas com potencialidades imensas, nomeadamente em termos de interacção e construção colectiva de documentos. O Google Docs é uma dessas ferramentas e a cada um de nós, professores, cabe a tarefa de se modernizar e apropriar desta e outras ferramentas como aliadas na prossecução do sucesso. Uma vez que o Google Docs permite a interacção entre parceiros e um intercâmbio de ideias e contributos, à distância mas em tempo real, surge como instrumento passível de potenciar a aprendizagem colaborativa, sendo cada aluno co-responsável pelo resultado do grupo.
Trabalhar em grupo na construção de um documento implica conhecer o outro, o modo como pensa e suas dificuldades e respeitar as suas ideias. Isto requer tempo, dedicação e envolvimento; contribuindo para a partilha e construção colectiva do nosso próprio corpo de conhecimentos individual.
O Google Docs permite a gestão, partilha e a edição colectiva de materiais, totalmente on-line trazendo novas possibilidades de interacção e de construção colectiva de textos e de conhecimentos, fazendo com que sua utilização no espaço escolar possibilite crescimento de todos os envolvidos e inovação nas práticas docentes.
O acesso e a utilização do Google Docs são de fácil compreensão, não exigindo conhecimentos especiais. As trocas podem ser estabelecidas de forma positiva e, certamente, potenciadora da criatividade, espírito crítico, responsabilidade e colaboração, entre outras características que se pretende desenvolver nos nossos alunos.
 
 
Referências:

http://docs.google.com/?hl=pt-BR#

http://www.google.com/google-d-s/intl/pt-PT/tour1.html

http://sobregoogledocs.blogspot.com/

http://www.youtube.com/watch?v=Z3z_p-HhS8k

 


Sinto-me ...: Como fome...


.... mais sobre mim
.Posts recentes

. Projectos Nacionais de In...

. Viagens virtuais

. Google Docs - Ferramenta ...

. A minha experiência no Pl...

. WebQuests

. MovieMaker

.arquivos
.Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.Tags

. apoio(1)

. desabafo(1)

. educação(1)

. emigrante digital(1)

. favoritos online(1)

. formação(1)

. instropecção(1)

. internet(1)

. nativo digital(1)

. online docs(1)

. plano tecnológico(2)

. professor ideal(1)

. profissão(1)

. riscos da net(1)

. segurança na net(1)

. seguranet(1)

. testes digitais(1)

. tic na educação(6)

. trabalho colaborativo(3)

. viagens virtuais(1)

. video(1)

. visitas de estudo(1)

. web(1)

. web security(1)

. webquest(1)

. todas as tags

.Links
.subscrever feeds
.Sou Conhecida Mundialmente ...
Locations of visitors to this page
.O Mundo em horas
.As músicas da minha Vida ...
 Everything I Do I Do It For You - Brian Adams

 Candle in the Wind - Elton John

 Tears in Heaven - Eric Clapton

 Foi Feitiço - André Sardet
.Pensamentos...
"Seja o que for que decidires viver, não o viverás apenas uma vez mas milhares de vezes, ao recordá-lo para o resto da vida" (Richard Bach)
.Jogos ...